quarta-feira, 10 de abril de 2013

Computadores antigos: A origem.

Old_ComputerUma das coisas que notei no serviço do Google Ferramentas para Webmaster e que muitos vêm ao Acirrando pela pesquisa sobre “computadores antigos” e saem logo em seguida. Talvez devido aos títulos dos artigos mostrados pelos resultados não serem sobre o assunto pesquisado. Então pensei em elaborar uma série de textos para os leitores não se sentirem sem informações. Mas não esperem histórias de omissão como a maioria está acostumada a ler.

Vocês já devem estar cansados da velha historinha de que começou com o ábaco passou pela régua de calculo e terminou no PC em cima de sua mesa. A história não foi bem assim, e nem é tão simplista a este ponto. Há vários “computadores” que sequer são citados pelos “pesquisadores” do assunto, e outros que são alijados de seus méritos por motivos políticos e patrióticos. Então vamos a uma cronologia “quase” completa.

Abaco_RomanoOs primeiros “hardwares” que participaram da formação do “DNA” dos computadores modernos foram muito provavelmente às mãos, evoluído depois para as Varas de Contagens e o Ábaco. Mais esses instrumentos eram simplesmente ferramentas para contagens e catalogação numéricas. Esses trabalhos são apenas uma pequena parte dos afazeres que um dispositivo computacional faz, ou pode fazer.

O passo seguinte na “evolução” é no campo da astronomia. Engenhos como o Astrolábio, o Planisfério de Abu Rayhan al-Biruni (1000 DC), o Equatorium de Abu Ishaq Ibrahim al-Zarqali (1015 DC) e o Relógio Astronômico feito pelo chinês Su Song durante a dinastia Song (1090 DC), são exemplos dessa fase e tem muito em comum com os mecanismos de analise que irão surgi no século XIX. Mas há um espinho no meio do caminho.

Antikythera_MechanismO Mecanismo de Antikythera é um verdadeiro mistério. Muitos dizem ser um relógio astronômico bem elaborado, que poderia ter sido a base para a criação dos dispositivos árabes. O que pode não ser a verdade, já que sequer se sabe se ele está completo ou é apenas parte de um objeto maior.

Heron de Alexandria e seus Autômatos programáveis são outro osso do esqueleto básico do computador. Há outras contribuições como as de al-Jazari (1206) Lenonardo da Vicci (1495) Jacques de Vaucanson (1738) e Tanaka Hisashige, mas estes estão ligados mais a robótica que a informática.

Regua_de_CalculoTirando o enigmático mecanismo e os autômatos, as maiorias dos aparelhos, até este ponto, faziam pequenos serviços como contas e medições temporais, e nada mais. Durante muito tempo de vazio e já em pleno século XVII começam a aparecer novidades nos métodos de contagem, como os “Ossos” do escocês John Napier de 1617, que evoluiu para a conhecida Régua de Cálculo de 1622 do padre inglês William Oughtred.

La_Pascalina_Blaise_PascalMais o primeiro dispositivo mecânico de cálculo, e o provável ancestral direto dos computadores; foi a La Pascalina do francês Blaise Pascal de 1642, apesar do Relógio de cálculo (1623) do alemão Wilhelm Schickard. Esta máquina e o “Staffelwalze” do também alemão Gottfried Wilhelm Leibniz, criado por volta de 1672, baseados em seu cilindro são os percussores verdadeiros da máquina analítica que é o avô dos computadores como o Z3.

Arithmometer_Veuve_Payen_1914O Aritmômetro do francês Charles Xavier Thomas de Colmar, desenvolvido por volta de 1820, foi uma evolução dos projetos anteriores; principalmente de Pascal e Leibniz. Operava com cálculos nas quatro operações básicas. Ele era o desenvolvimento natural dos conceitos anteriores, e está na origem das máquinas de calcular mecânicas que se tornariam muito popular em meados do século XIX e inicio do XX; como a Curta.

Analytical_EngineA Máquina Analítica do britânico Charles Babbage foi o ponto de ruptura na história da computação. Foi o primeiro aparelho baseada em sua invenção, o motor diferencial, que usava os conceitos das contribuições anteriores. Este dispositivo nunca foi terminado, mas era o avô dos computadores.

Ele utilizava como entradas para os dados os cartões perfurados do francês Basile Bouchon que eram baseados no sistema de seu compatriota Joseph Marie Jacquard. Era a base para todo um sistema de dados usados durante anos, até então as máquinas usadas eram apenas ábacos melhorados.

Vários pesquisadores fizeram melhorias em seu projeto tentando continuar de onde Babbage parou, e sanar alguns percalços que foram encontrados por ele. Tentativas como a do sueco Pehr (Per) Georg Scheutz com seu Mecanismo de Cálculo Scheutziano e o irlandês Percy Ludgate, são exemplos.

Hollerith_Tabulating_Machine_1890Mas a Máquina de Tabulação de Herman Hollerith de 1890 foi o único representante das máquinas analítica – herdeiras de Babbage - a fazer sucesso durante o século XIX. Era um dispositivo feito para tabulação de censos e outros trabalhos de catalogação de dados.

Mais ele não foi o único, os computadores analógicos baseados no principio de Babbage e de Hollerith darão origem mais tarde aos Equipamentos de registro de Unidade que são também chamadas de maquinas elétricas de contabilidade que se tornaram comuns no inicio do século XX.

Um desenvolvimento paralelo, mas baseado no principio do motor diferencial, é o Analisador Diferencial do britânico James Thomson. Sua função principal era analise e o calculo de equações matemáticas para a descrição de fenômenos do mundo analógico.

Durante anos os computadores analógicos baseados nos princípios do motor diferencial, e no analisador diferencial, tiveram um papel importante. Eles eram muitos comuns em artilharia para cálculos de balística e no controle de tiro em navios, o próprio ENIAC foi construído com essa intenção.

Depois de mais de um mês sem atualizações o Acirrando volta com esse texto como já havíamos prometido (no caso eu mesmo). Em breve eu posso trazer a segunda parte desta série, ou não. Tudo vai depender se o material esteja dentro dos conformes para ser lançado.

0 comentários:

Postar um comentário