quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Antivírus X Windows.

MSEPelo titulo você pode ter pensado que era uma analise sobre o desempenho dos antivírus atuais, certo? Pois errou, este texto é apenas uma constatação que tive sobre o grau de “escrotice” e da velhacaria dos “iluminados” capitalistas que alguns energúmenos tanto defendem. Ao vender, ou “dar” de graça, programas que estão sem tornando, bem parecidos com os que eles próprios combatem.

Eu sempre havia recomendado o Avira por ser leve, e ter uma detecção eficiente. Não recomendo mais. Se você possui, fique com ele, mas se não, fuja, pois o comportamento do programa atualmente está bem parecido com aqueles adware que vem com as barrinhas. E isso tem a ver com o Avira launcher, sem contar algumas pérolas como deixar “trapaças” no registro do Windows.

Claro que isso vai depender de qual Windows usa, pois quanto mais antigo o sistema, piores são os problemas; e eu não estou me referido ao sem suporte Windows XP. Parece até que estão forçando a migração para Windows mais novos, que gracinha não?

E o que eu recomendo? Windows Defender (ou MSE), não é o melhor, mas é o que têm para agora, e melhor um programa da Microsoft do que ter terceiros querendo comandar o Windows por você. Para isso já basta a própria dona do sistema operacional com o seu novo Windows 10. Se você possui um Windows mai novo (7, 8.1 ou 10), fique com esse programa que já vem instalado, principalmente se tem uma maquina fraca, como notebooks de entrada.

Isso não quer dizer que abandonem os outros, há bom antivírus pagos, e alguns medianos grátis, eu estou usando agora, por exemplo, o CIS (Comodo Internet Security). Mas isso não quer dizer que ele não tenha algumas pegadinhas. Ele só peca pela configuração confusa, este é outro problema dos novos, a dificuldade e a varias funções anexas que muitos não sabem para que serve. Uma passadinha pela ajuda, já soluciona o básico. Outro é o ClamWin baseado no ClamAV, que tem um modulo separado de proteção em tempo real (Clam Sentinel).

Desinstalação: Hoje os antivírus estão em par de igualdade com os drives de vídeos em matéria de dificuldade em desinstalação, você poder retirar o programas sem problema nenhum as vezes, mas de uma hora para outra pode dar “zica”. A solução? Revo Uninstaller, e em ultimo caso, ele em conjunto com o modo de segurança do Windows, depois uma limpeza no registro do Windows com CCleaner.

E como saber se um antivírus é bom? Ai e que está à questão. Os comparativos, como o AV-Comparatives, AV-Test e VirusBulletin só são sobre desempenho em detecção, e muitos dos que podem dar problema em algumas versões do Windows são os primeiros da lista. A única solução é ficar atentos a fóruns sobre problemas de compatibilidades entre o sistema que está usando, e o antivírus escolhido.

0 comentários:

Postar um comentário