sexta-feira, 14 de julho de 2017

NeoBux e PayPal, fim do relacionamento.

NeoBux LogoNotinha curta, só para registro. A conta PayPal do NeoBux foi suspensa e o PTC não trabalha mais com eles. Eu havia dito em Efeito Highlander, PayPal x ClickSense, que a barca está fazendo agua a muito tempo. Devido à batalha do PP contra a “pirâmide”; será mesmo? PTC é um ganho por propaganda, algo parecido com os banners que surgiram em sites e blogs nos primórdios da internet. Ou o sistema do Google, “há mais não incitar ao click” serio mesmo?

E os vídeos dos estilos “olha no que deu”. Sem contar os banners "estroboscópico" em flash presente em 9 de 10 sites na internet. Os links monetizados que muitas vezes levam as famigeradas barrinhas, “porta dos fundos”, e “atualizações de flash player” (Problemas com o Linkbucks). Mas o problema e o PTC, e mais fácil cancelar a conta do WikiLeaks e fazer campanha contra o Snowden “né”? Cachorro sem dente não morde

Sinceramente como disse antes, cada dia mais esses serviços “processadores de pagamentos” estão ficando “inúteis”, e longe dos objetivos finais traçados por eles mesmos em seu nascedouro. Qual seria o motivo de dar lucro a uma empresa que quer dificultar a sua vida? Só por que é dos amiguinhos dos norte? Há mais eles estão preocupados com nossa “segurança e saúde financeira”, sim e sabemos o porquê não é?

Curiosamente vou ter que fazer uma mea culpa, já que os "alternativos" parece ser os únicos que estão pensados no usuário em si. Sim o Bitcoin e seus derivados em sua concepção anárquica parecem ser a única alternativa aos soldados das grandes corporações bancarias.

Noticia solta: O ClickSense no dia 17 deste mês irá desativar sua opção pago por click. Não preciso dizer que o objetivo é trazer de volta o PayPal, o que não irá acontecer, pode tirar o cavalinho da chuva. O site viverá só de ofertas e pesquisa. Não preciso nem dizer que vai ser mais fácil ganhar na loteria para tirar algum da lá, sem ter que perde uma grande parte de tempo na internet para aprender a mentir nas pesquisas não é mesmo?

Um comentário: